Os comentários deste site são de origem pessoal e não de uma denominação ou igreja específica, respeitamos todas as opiniões e críticas contrárias à linha de pensamento ou raciocínio de interpretação dos assuntos comentados neste blog, porém não publicamos comentários de pessoas que querem cercear a liberdade de expressão no que diz respeito a todos os aspectos da vida, principalmente aspecto politico ou religioso, pelo que também não publicamos comentários heterofóbicos nem homofóbicos, pois Deus nos aponta na sua palavra o caminho certo a seguir e nos mostra o obscuro, dando ao homem a liberdade de escolha.
Assim disse Josué ao povo: "...Porém se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; Porém eu e minha casa serviremos ao Senhor." (Josué 24. 15).

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

OS EFEITOS DA TRIBULAÇÃO - EM ANÁLISE A 2ª EPISTOLA DE PAULO AOS CORÍNTIOS 4.16-18 E 5.1-10.

Uma das coisas que mais angustiam e abatem os irmãos na fé, é a tribulação. O que para todos deveria gerar a paciência, e uma maior aproximação ante a presença de Deus, pela falta de fé de alguns, nestes produz: impaciência, ansiedade, nervosismo, intolerância, distanciamento de Deus e do seu próximo.
Segundo o ensino do apóstolo Paulo, a tribulação produz a paciência (Rm. 5.3), portanto como alguém pode alcançar a virtude de ser paciente, sem ser exercitado na tribulação?

Leia e medite neste versículo: "Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe que não caia. Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiél é Deus que vos não deixará tentar acima do que podeis; antes, com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar."

(1 Cor. 10. 12, 13).

Irmãos e irmãs, se vocês estão passando por tribulações, não se atemorizem, pois através delas, Deus repara as arestas de cada vaso, pois cada um de nós, estamos para o Senhor, como estão os vasos de barro nas mãos do oleiro!!!
Assim diz o Senhor: "Levanta-te e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o Senhor: eis que como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, o casa de Israel". (Jr. 18.2,6).
Para que possam estar perfeitos na sua presença, afim de se tornarem "vasos para honra, vaso santificado e idôneo para uso do Senhor e preparado para toda boa obra" (2 Tm. 2.21), os vasos de Deus precisam passar por um processo doloroso para chegarem a qualidade impecável exigida por Ele.
Portanto, se vós quereis ser vasos de Deus, estejais preparados então para se submeterem a este processo, porque o controle de qualidade Divino é rigoroso!!! (ver Rm. 9.20,21).
Postar um comentário