Os comentários deste site são de origem pessoal e não de uma denominação ou igreja específica, respeitamos todas as opiniões e críticas contrárias à linha de pensamento ou raciocínio de interpretação dos assuntos comentados neste blog, porém não publicamos comentários de pessoas que querem cercear a liberdade de expressão no que diz respeito a todos os aspectos da vida, principalmente aspecto politico ou religioso, pelo que também não publicamos comentários heterofóbicos nem homofóbicos, pois Deus nos aponta na sua palavra o caminho certo a seguir e nos mostra o obscuro, dando ao homem a liberdade de escolha.
Assim disse Josué ao povo: "...Porém se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; Porém eu e minha casa serviremos ao Senhor." (Josué 24. 15).

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

PAROUSIA - RAPTO - ARREBATAMENTO, A SEGUNDA VINDA DE CRISTO SEM A COMPLEXIDADE TEOLÓGICA DOS ARGUMENTOS, À LUZ DA SIMPLICIDADE DA TRADUÇÃO BÍBLICA.

E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo, assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação. (Hebreus 9.27,28).
Um breve comentário sobre a importância de se adquirir o hábito da leitura.
A palavra de Deus é bem clara em seus ensinamentos. Ela se torna ainda mais clara, e facilmente compreendida, por aqueles que movidos pelo Espírito Santo, buscam aprimorar, através da leitura diária, o seu conhecimento de Deus, pois as coisas espirituais se discernem ou se compreendem espiritualmente, (ver 1 Cor. 2.14,15). No livro do profeta Oséias está escrito: "Conheçamos e prossigamos em conhecer o Senhor..." (Os. 6.3).
O conhecimento de Deus chegou até nós, através das coisas por Ele criadas (ver Sl. 19. 1-3; Rm. 1.19,20), e também por intermédio das tradições: Oral e Escrita. Observe os versículos: "E estas palavras que hoje te ordeno, estarão no teu coração; e as ensinaras a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te. Também as atarás por sinal na tua mão e te serão por frontais entre os teus olhos; e as escreveras nos umbrais de tua casa e nas tuas portas," ( Dt. 6.6-9).
Viram!!! Deus orientou ao povo de Israel a se utilizarem da fala e da escrita para transmitirem aos seus filhos, e consequentemente às futuras gerações, o seu conhecimento!!!
A importância da escrita e da leitura: A escrita é tão importante, que o próprio Deus se utilizou da mesma para transmitir a sua mensagem. Você sabia que Deus escreveu com seus próprios dedos os Dez Mandamentos? (ver Ex. 31.18); e que o Senhor determinou a sentença de destituição do reino, a Belsazar, rei da Babilônia escrevendo com seus próprios dedos, na estucada parede do palácio real? ( ver Dn. 5. 5); e que Ele mesmo orientou aos seus profetas a escreverem as suas palavras em livros? ( veja Jr. 30.2; Êx. 34. 27); que o autor do Salmo 102, inspirado por Deus, registrou a seguinte frase: "Escreva-se isto para a geração futura, para que um povo que está por vir louve ao Senhor." (Sl. 102. 18); e que Jesus nos orientou a examinar, ou seja, ler e interpretar as escrituras? (ver João 5.39).
Deus sempre se preocupou em transmitir conhecimento para o seu povo, e o seu conhecimento sempre esteve ao alcance de todos; mas por rejeitar a busca do conhecimento de Deus, os homens vivem a cometer erros. No livro do profeta Oséias está escrito: "O meu povo está sendo destruído porque lhe falta o conhecimento..." (Os. 4.6). No livro de Provérbios de Salomão está escrito, que a ciência ou o conhecimento do Santo é a prudência, (Pv. 9.10). No Evangelho de Mateus, lemos o que Jesus disse ao povo: "...Errais não compreendendo as Escrituras nem o poder de Deus" (Mt. 22.29). Na epistola do Apóstolo Paulo aos Romanos está escrito: "E assim como eles rejeitaram o conhecimento de Deus, Deus, por sua vez os entregou, a um sentimento depravado, para fazerem coisas que não convêm..." (Rm. 1.28).
Medite na frase: "Se ler e estudar as Escrituras não fosse importante, Deus não teria deixado nada registrado, e Ele não se importaria de ter escrito com seus próprios dedos nas tábuas dos Dez Mandamentos, e nem de orientar os seus profetas, a escreverem a respeito de suas obras." Certo pensador disse: "Quem não lê, não entende, não sabe, não vê."
Na epístola de Paulo aos Romanos está escrito: "...E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue?...a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus." (Rom. 10.14,17). Ao lermos estes versículos pensamos: "Como pregar sem ter conhecimento, como ouvirão se não houver pessoas capacitadas e bem instruídas no evangelho de Deus para transmitirem a palavra? O que achas ao final de contas, que Jesus transmitiu o seu conhecimento por três anos aos seus discípulos somente atravéz da visão e contemplação dos acontecimentos, ou seja: sinais, maravilhas e prodígios? Está bem claro que não, Jesus lhes apontou as Escrituras!!! Leia comigo a célebre e contundente mensagem do Mestre: "Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam." ( João 5.39). Jesus transmitiu-lhes a palavra até o fim do seu ministério: "E disse-lhes: "São estas as palavras que vos disse estando ainda convosco: convinha que se cumprisse tudo o que de mim estava escrito na Lei de Moises, e nos Profetas, e nos Salmos. Então, abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras." (Lc. 24.44,45).
No livro de Deuteronômio está escrito, que Deus na sua presciência, ordenou Moisés a deixar por estatuto em Israel, que o Rei que viesse a assumir o trono deveria escrever para sí num livro uma cópia do exemplar da lei, que estava em poder dos sacerdotes, para que a pudesse ler todos os dias da sua vida, afim de aprender a temer ao Senhor, (Dt. 17.18-20).
De acordo com o relato de Lucas no seu Evangelho, podemos inferir que Jesus dava extremo valor a leitura das Sagradas Letras, pois tinha por hábito ir todos os sabados nas sinagogas onde à lia, e na ocasião oportuna, a leu e interpretou, diante de todos os presentes. (Lc.4.16).
O apóstolo Paulo orientou a Timóteo para que o mesmo, não simplesmente lesse, mas persistisse em ler. ( 1 Tm. 4.13). Noutra ocasião, Paulo estando preso em Roma, pediu a Timóteo que quando viesse a ter com ele, trouxesse os seus livros, demonstrando assim ter o hábito de leitura. (2 Tm. 4.13).
Na Epístola de Paulo aos Coríntios está escrito: "Ora, tudo isto lhes acontecia como exemplo, e foi escrito para aviso nosso, para quem já são chegados o fim dos séculos." (1 Cor. 10. 11).
Mediante a estas conclusões, pergunte-se a sí mesmo: Que importância tenho dado a leitura e ao estudo da palavra de Deus?

Concluímos que: você fica sem conhecimento se quiser, pois Deus disponibilizou o ensino da sua palavra gratuitamente nas diversas escolas Bíblicas existentes no interior das igrejas, portanto não haverá desculpas, se vieres a ser enganado pelo espírito do anti-cristo por motivo da sua falta de conhecimento; é um erro da sua parte, não buscar o aprendizado da palavra de Deus; repetimos aqui o que Jesus disse: "Errais não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus." (Mt. 22.29); na Epistola de Paulo aos Romanos 1. 28, está escrito: "E assim como eles regeitaram o conhecimento de Deus, Deus por sua vez os entregou, a um sentimento depravado, para fazerem coisas que não convém..." ; Não sejas como ímpio, que por motivo do seu orgulho não investiga, ( ver Sl. 10. 4); Leia a sua Bíblia diariamente, não digas que não tem tempo, bem disse alguém: "Não ter tempo para Deus, é viver perdendo tempo." Leia a sua revista da escola bíblica em casa, vá as aulas, e tire as suas dúvidas com o seu professor; lembre-se, é de graça, pois Deus nos orientou assim: "...de graça recebestes, de graça dai." (Mt. 10.8).

Alguns de vocês que estão lendo este estudo podem perguntar: mas o que tem a ver todo este comentário a respeito da importância de se adquirir o hábito da leitura, com o titulo em apreço?
Eis as respostas: "Quando pois vós virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar Santo; quem lê, atenda..." (Mt. 24.15). "Bem-aventurado aquele que lê, e bem-aventurados os que ouvem as palavras desta profecia e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo." (Ap. 1.3).
A escatologia ou a doutrina das ultimas coisas, só pode ser compreendida, primeiramente por aqueles que lêem, depois pelos que ouvem; enfim por todos aqueles que lêem, ouvem e guardam as palavras desta profecia.
Parousia, rapto, arrebatamento, a segunda vinda de Cristo:
Como diz o titulo deste estudo, não vamos nos deter em comentar as várias e complexas linhas de entendimento dos teólogos a respeito deste assunto, mas sim registrar, à luz da simplicidade dos escritos Bíblicos, alguns célebres e memoráveis textos e versículos relacionados, e os possivelmente relacionados, direta ou indiretamente ao tema:
"E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo, assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação." (Hebreus 9. 27. 28).
"Como aconteceu nos dias de Noé, assim será nos dias do Filho do homem. Comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e os destruiu a todos. Como também da mesma forma aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam, ( Nota do autor deste estudo: viviam uma vida normal no seu cotidiano, assim como vivemos hoje.), mas no dia em que Ló saiu de sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e os destruiu a todos; assim será no dia em que o Filho do homem se manifestar." (Lc. 17. 26 - 30).
Adicionar imagem Adicionar imagem
"E eles serão meus, diz o Senhor dos exércitos minha possessão particular naquele dia que prepararei; poupa-los-ei, como um homem poupa a seu filho que o serve. Então vereis outra vez a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que o não serve." (Malaquias 3. 17, 18).
"Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais pelos profetas, nestes últimos dias a nós nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, e por quem fez também o mundo." ( Heb. 1.1,2 ).
"Pelo que, como diz o Espírito Santo: hoje se ouvirdes a sua vós, não endureçais os vossos corações, como na provocação, no dia da tentação no deserto, onde vossos pais me tentaram pondo-me à prova, e viram por quarenta anos as minhas obras. Por isto me indignei contra essa geração, e disse: Estes sempre erram em seu coração, e não chegaram a conhecer os meus caminhos. Assim jurei na minha ira: Não entrarão no meu descanso. Vede, irmãos, que nunca se ache em qualquer de vós um perverso coração de incredulidade, para se apartar do Deus vivo; antes exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado; porque nos temos tornado participantes de Cristo, se é que guardamos firme até o fim a nossa confiança inicial; enquanto se diz: hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações, como na provocação; porque, havendo-a alguns ouvido, o provocaram; mas não todos os que saíram do Egito por meio de Moisés. E contra quem se indignou por quarenta anos? Não foi porventura contra os que pecaram, cujos corpos caíram no deserto? E a quem jurou que não entrariam no seu descanso, senão aos que foram desobedientes? E vemos que não puderam entrar por causa da incredulidade." ( Heb. 3. 7 - 19).
"Tendo pois, irmãos, ousadia para entrarmos no Santíssimo Lugar, pelo sangue de Jesus, pelo caminho que ele nos inaugurou, caminho novo e vivo, através do véu, isto é, da sua carne, e tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, cheguemo-nos com verdadeiro coração, e inteira certeza de fé; tendo o coração purificado da má consciência, e o corpo lavado com água limpa, retenhamos inabalável a confissão da nossa esperança, porque fiel é aquele que fez a promessa; e consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras, não abandonando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia." ( Heb. 10. 19 - 25).
"Amados, não estranheis a ardente prova que há de vir sobre vós para vos experimentar, como se coisa estranha vos acontecesse; mas regozijai-vos por serdes participantes das aflições de Cristo; para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e exulteis. Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da Glória, o Espírito de Deus. Que nenhum de vós, entretanto, padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como quem se entremete em negócios alheios; mas, se padece como cristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus neste nome. Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus? E se o justo apenas se salva, onde comparecerá o ímpio e o pecador?" (1 Pedro 4. 12 - 18 ).
"Amados, já é esta a segunda carta que vos escrevo; em ambas as quais desperto com admoestações o vosso ânimo sincero; para que vos lembreis das palavras que dantes foram ditas pelos santos profetas, e do mandamento do Senhor e Salvador, dado mediante os vossos apóstolos; sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores com zombaria andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: onde está a promessa da sua vinda? Porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação. Pois eles de propósito ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste; pelas quais pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio. Mas os céus e terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios. Mas, amados, não ignoreis uma coisa: que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se." ( 2 Pedro 3. 1-9).
"Pois ainda em bem pouco tempo aquele que há de vir virá, e não tardará. Mas o justo viverá da fé; e, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma." (Heb. 10. 37 - 39).
"Por isso convém atentarmos mais diligentemente para as coisas que ouvimos, para que em tempo algum nos desviemos delas. Pois se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda transgressão e desobediência recebeu justa retribuição, como escaparemos nós, se descuidarmos de tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram; testificando também Deus com eles, por sinais e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito Santo, distribuidos por sua vontade?" (Heb. 2. 1 - 4).
"Vede que não rejeiteis ao que fala; porque se não escaparam aqueles que rejeitaram o que na terra os advertia, muito menos nós, se nos desviarmos daquele que é dos céus: A vós do qual moveu então a terra, mas agora anunciou, dizendo: ainda uma vez comoverei, não só a terra, senão também o céu. E esta palavra: ainda uma vez, mostra a mudança das coisas móveis, como coisas feitas, para que as imóveis permaneçam. Pelo que tendo recebido um reino que não pode ser abalado, retenhamos a graça, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente com reverência e piedade; Porque o nosso Deus é um fogo consumidor." ( Heb. 12. 25 - 29).
Estes são apenas alguns versículos bíblicos que se relacionam direta ou indiretamente com os tempos do fim, mas as Escrituras registram mais ou menos 2.5oo vezes assuntos relacionados à segunda vinda de Cristo, vejamos alguns deles:
Jesus prometeu o seu retorno: "Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, pois vou preparar-vos lugar. E se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver, estejais vós também." ( João 14.1-3).
Na ascensão, os anjos falaram do retorno de Cristo aos discípulos: "E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois varões vestidos de branco, os quais lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir." (Atos 1.10,11).
A vinda de Cristo será repentina: "Eis aquí vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorrupitiveis, e nós seremos transformados." ( 1 Cor. 15.51,52).
"Mas, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que vos escreva; porque vós mesmos sabeis muito bem que o Dia do Senhor virá como o ladrão de noite. Pois que quando disserem: Ha páz e segurança, então, lhes sobrevirá repentina destruição..."
(1 Tess. 5. 1 - 3).
Ninguém sabe o dia e nem a hora em que o Filho do Homem há de vir: "Porém daquele Dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente meu Pai..." (Mt. 25.36 ).
No Dia do Arrebatamento, os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro, e depois os que estiverem vivos serão transformados e arrebatados juntamente com eles: "Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele. Dizemo-vos, pois, isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras." ( 1 tess. 4.13 - 18).
"Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raíz e a Geração de Davi, a resplandecente Estrela da manhã. E o Espírito e a esposa dizem: vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha; e quem quiser tome de graça da água da vida."
(Apoc. 22. 16,17).
Postar um comentário